DDS Online

Resumo das NRs - Normas Regulamentadoras

NR 26 - Sinalização de Segurança

Desde o início dos tempos a natureza já nos deu a ideia das cores ao ter o concerto entre Deus e Noé que a terra não seria mais destruída pela água, esse fato foi selado com o aparecimento do arco íris contendo sete cores, simbolizando essa aliança.

Desde pequenos as primeiras coisas a qual conhecemos são as cores, seja através dos brinquedos coloridos, animais ou flores. A humanidade para se organizar precisa de padrões para se situarem.

O semáforo é um exemplo disso. Cada cor tem um significado e é seguido por todos que trafegam e até os pedestres. É usado para sinalizar quantidade de produtos em estoque e outras coisas.

Também há as cores técnicas.

Para a coleta seletiva há a resolução do CONAMA – Conselho Nacional do Meio Ambiente que define pela resolução nº 275 afixando as cores padrão da coleta seletiva estipulada para todos os resíduos gerados.

Para o técnico de segurança no trabalho é comum usar as cores verde, vermelho, marrom, amarelo e azul para simbolizar e identificar os riscos ambientais existentes dentro do ambiente de trabalho. Tem como fundamental uso para a elaboração do mapa de risco da empresa e também complementar o PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais.

Para complementar a área de segurança no trabalho possui em sua NR 26 as cores de segurança com as seguintes funções:

• Prevenção de Acidentes;

• Identificar os equipamentos de segurança;

• Delimitando áreas;

• Identificação de Tubulações de líquidos e gases advertindo contra riscos;

• Identificar e advertir acerca dos riscos existentes.

A utilização das cores não dispensa o emprego de outras formas de prevenção de acidentes.

O uso de cores deverá ser o mais reduzido possível, a fim de não ocasionar distração, confusão e fadiga ao trabalhador.

Cores Adotadas para Sinalização

➢ Vermelho;

➢ Amarelo;

➢ Branco;

➢ Preto;

➢ Azul;

➢ Verde;

➢ Laranja;

➢ Púrpura;

➢ Lilás;

➢ Cinza;

➢ Alumínio;

➢ Marrom.

A adoção não se restringe somente a cor, mas também pode ser utilizada a linguagem por figuras ou palavras para identificar da maneira mais clara possível, principalmente se houver trânsito de pessoas estranhas no local.

“Quando houver a necessidade de uma identificação mais detalhada (concentração, temperatura, pressões, pureza etc), a diferenciação far-se-á através de faixas de cores diferentes, aplicadas sobre a cor básica”. Há casos que necessite de mais de um meio de informação, então se usa faixas por cima da cor predominante para poder identificar duas situações.

A norma também aborda a rotulagem preventiva em caso de produtos químicos perigosos, se faz necessário principalmente em caso de fracionamento de embalagem, acontece muito em produtos para limpeza, onde a empresa adquire o produto em grande quantidade e quando se faz o fracionamento para o uso, apenas é colocado em uma embalagem inadequada, e o pior de tudo, sem identificação, podendo ser manuseado de forma incorreta.

Uma importante observação é para o fracionamento em casa, onde pode ter o contato de crianças e até se confundir ao utilizar o produto e misturando com outro, causar uma reação química que pode ter graves consequências.

Para a rotulagem preventiva a NR alerta a necessidade de se possuir a ficha de identificação do produto que contem todas as informações relevantes e o devido treinamento.

Não vacile, use as cores sempre que necessário e faça da segurança no trabalho um dia a dia mais eficiente e seguro.

Você está aqui: Home NRs DDS Temas Normas Regulamentadoras - NRs NR 26 - Sinalização de Segurança