DDS Online

Entenda o que são convulsões

Convulsão é a manifestação clínica de alterações cerebrais. É causada por descarga de alta intensidade, repentina e anormal das células do cérebro (neurônios). As crises convulsivas podem ser parciais ou generalizadas. As primeiras em geral não alteram o nível de consciência. Por exemplo, quando dois indivíduos estão conversando e um deles de repente se mostra distante, ausente, dando respostas sem sentido. Já no caso das generalizadas, sempre existe perda de consciência. A pessoa desmaia. Se estiver em pé, cai.

É marcada também por contração muscular involuntária o braço e da perna de um lado do corpo, ou, o mais comum, dos quatro membros ao mesmo tempo. Nesse caso, pode haver excesso de salivação, a ponto de a pessoa babar; mordedura da língua; e relaxamento de esfíncter (válvula existente em alguns órgãos, como bexiga). Às vezes, numa convulsão o paciente chega a urinar. Pode ocorre, ainda, enrijecimento muscular sem contrações dos membros.

Convulsões duram, em média, de 30 a 45 segundos podendo chegar a 5 minutos. Raramente tem conseqüências e em pouco tempo a pessoa se recupera.

Não há nada que possa ser feito para interromper a convulsão depois de seu início. Tudo o que pode ser feito é ajudar a proteger a vítima de se machucar e solicitar assistência médica se necessário.  Há indivíduos, no entanto que apresentam convulsões seguidas, atingindo até 30 minutos de duração. Eles necessitam de atendimento médico de emergência para evitar conseqüências mais sérias. Tente cronometrar a duração das convulsões para que o médico tenha uma idéia da gravidade.

Pessoas que representam convulsão devem ficar em observação médica por seis horas e em repouso por 12 a 24 horas. Não é recomendável praticar exercícios físicos por dois a três dias. No período pós-crise é bastante comum apresentarem dores musculares e de cabeça, tontura, vômitos, mal-estar, sonolência.

Predisposição  hereditária é outro fator determinante para o distúrbio. Entre os fatores adquiridos estão traumas no parto, oxigenação deficiente no período pré-natal e doenças como toxoplasmose, que é transmitida por microorganismo presente sobretudo nas fezes de gatos.

Quando a convulsão ocorre em adultos entre 25 a 40 anos pela primeira vez, é fundamental fazer uma investigação para verificar se há doenças orgânicas causando a crise. Intoxicação por remédios, como aspirina a alguns antiinflamatórios, também pode provocar convulsões. É fundamental ir a um neurologista ao primeiro sinal.

Você está aqui: Home Categorias Temas Clássicos Entenda o que são convulsões