DDS Online

O papel do TST na redução do risco

Bom dia turma ! Vocês sabiam que o técnico de segurança tem um papel muito importante para preservar a saúde de vocês ?

Isso acontece porque é praticamente impossível eliminar os riscos que nos cercam no dia-a-dia. Por isso, e equipe de segurança do trabalho da empresa procura conhecer esses riscos, para então buscar reduzir as chances de vir a acontecer um acidente.

Por exemplo, imagine a seguinte situação: uma empresa que oferece transporte próprio para seus funcionários. Agora imagine o motorista dessa empresa, que todos os dias busca e traz os colaboradores de suas casas até o local de trabalho. Vamos chamar o motorista dessa empresa de Apolinário, esse será o nosso personagem de hoje.

Por mais que o Apolinário aplique os princípios da direção defensiva, situações de risco sempre podem surgir. Além disso, existem dias de sol e dias de chuva, quando os riscos de acidentes aumentam.

Sabendo que situações externas podem aumentar os riscos de se dirigir o ônibus, Apolinário mantém uma rotina de inspeções constantes no veículo, para reduzir os riscos de acidentes. Ele sabe que não e possível eliminar os riscos, mas também sabe que ele pode fazer o que está ao seu alcance, ou seja, cumprir medidas preventivas de segurança. E Apolinário é muito bom fazendo isso.

O Papel do TST na Redução do Risco Da mesma forma, o técnico de segurança da sua empresa sabe o que é necessário fazer para reduzir os riscos das atividades rotineiras. Então, aprenda a confiar e a ouvir o que fala o seu técnico de segurança. Quando você pensar: “nossa que cara chato!”, lembre-se que ele está cumprindo o seu papel: a prevenção de acidentes de trabalho.

Ou você vai dizer que o Apolinário é chato porque verfica diariamente as condições dos pneus do ônibus que te leva e busca para o seu lar ?

Lembre-se que Apolinário constantemente faz as suas checagens como: verificar as condições dos pneus, conferir o estado dos limpadores de pára-brisa, verificar se os faróis e indicadores de direção funcionam adequadamente, etc.

Além das rotinas em terra, quando está em trânsito, Apolinário também emprega uma série de técnicas de direção defensiva.

Agora eu lhes pergunto: o que existe de comum entre o nosso personagem e a área de segurança do trabalho ?

Podemos dizer, de forma ilustrativa, que existe muita semelhança. Da mesma forma como nosso motorista busca preventivamente controlar os riscos, assim também atua a área de segurança. A cultura de prevenção de acidentes foca exatamente nisso.

Mas isso não deve ser apenas um papel do técnico ou do engenheiro de segurança. Todos na empresa são responsáveis. O técnico de segurança é treinado para identificar previamente esses riscos, mas cabe a cada um de nós, ser como o Apolinário, aplicar as medidas preventivas. Não basta usar o EPI e exigir treinamento! Deve haver comprometimento de todos.

Devemos lembrar também que todo trabalho precisa ser planejado. A equipe de segurança do trabalho precisa ser envolvida e todos os colaboradores devem atuar em conjunto em prol da segurança.

Cada um de nós deve ajudar a identificar e analisar os riscos das atividades executadas. Como diria o Apolinário: eu não posso garantir 100% de segurança no trânsito, mas posso fazer a minha parte.

Faça como o Apolinário você também!

Você está aqui: Home Categorias Segurança O papel do TST na redução do risco