DDS Online

Como se prevenir do sarampo e os cuidados que amenizam a doença

O sarampo é uma doença extremamente contagiosa (facilmente transmitida de uma pessoa para outra) e infecciosa. Basicamente, o sarampo é transmitido por secreções nasais, através de espirros e tosses. A transmissão pode se dar antes mesmo dos sinais da doença começarem a aparecer. É considerada uma doença grave, principalmente para as gestantes, que caso sejam vítimas da doença, podem ter um aborto ou um parto prematuro. É uma das mais graves doenças comuns na infância.

O sarampo é causado por um vírus que permanece por cerca de 10 dias no corpo sem manifestar nenhum sinal da doença, apenas produzindo mais vírus. Alguns sintomas podem já começar a aparecer no período de contaminação, sendo o principal sintoma o surgimento de lesões na pele.

O sarampo pode ser divido em três períodos com sintomas diferentes. Durante o primeiro período, que leva aproximadamente 6 dias, os principais sintomas são: febre, tosses, coriza nasal, desconforto na presença de luz e conjuntivite. No segundo período, os sintomas do primeiro período ficam mais fortes. A vítima da doença fica mais abatida, mais fraca, e começam a surgir placas vermelhas pela pele que começam no rosto e se espalham até os pés. No terceiro período, as placas vermelhas sobre a pele começam a escurecer e passam a descamar. Se não for tratado, o sarampo pode chegar a desenvolver otite, pneumonia, diarréia, laringite, infecções no sistema respiratório e até mesmo encefalite.

O sarampo é diagnosticado através de exames clínicos, e caso seja necessário, será feito um exame de sangue, onde irão ver se os anticorpos da doença serão encontrados no sangue do paciente, para confirmar a presença ou não da doença.

O tratamento do sarampo visa diminuir os sintomas (tratamento sintomático), como a febre e a tosse. Caso seja necessário, serão usados antibióticos para resolver alguma complicação que possa surgir. Casos mais sérios podem precisar de remédios mais fortes para aumentar a defesa do corpo, ou para atacar diretamente o vírus.

É recomendado aos pacientes que repousem, ingiram bastante líquido, que dêem preferência a alimentos leves, limpem os olhos com água morna regularmente e que tomem antitérmicos em caso de febre muito alta. Como dito acima, em alguns casos pode ser necessário que seja feito algum tratamento específico para aumento da imunidade do corpo.

O sarampo é prevenido através de uma vacina anti-sarampo, que é altamente eficaz. A primeira vacina deve ser tomada ao completar o 1º ano de vida. Aos 4 anos deve ser tomado o 1º reforço da vacina, não podendo passar dos 6 anos. Aos 12 anos, o segundo reforço deverá ser tomado. Pessoas que não tenham sido vacinadas, podem se vacinar. Apenas mulheres grávidas ou que possam engravidar no período de 90 dias não podem ser vacinadas. Pacientes que tenham HIV, leucemia e outros problemas que afetem a imunidade do corpo devem ser avaliados por um médico antes de se vacinarem.

Seguem algumas recomendações:

• Pais, não percam os períodos de vacinação e vacinem seus filhos nas épocas certas! A vacina é a principal forma de prevenção da doença.

• Mesmo que seu filho tenha sido vacinado contra o sarampo, caso apareçam manchas vermelhas na pele dele, procure um médico para ser feito um diagnóstico;

• Procure saber se você teve a doença quando era pequeno, ou se já foi vacinado contra. Caso não, procure se vacinar o mais rápido possível.

Você está aqui: Home Categorias Saúde Como se prevenir do sarampo e os cuidados que amenizam a doença