DDS Online

Novas ferramentas para se combater a pressão arterial

A hipertensão é um assunto tão antigo que imaginamos que todos conhecem do que se trata, mas se engana quem pensa já ter se esgotado este assunto, isto porque muito do que se encontra publicado ou é apenas o conceito – aumento da pressão arterial, a medida fica acima de 14x9, não apenas uma vez e sim com freqüências maiores ou uma relação de medidas preventivas. Faremos aqui um breve histórico e abordaremos as novas ferramentas para se combater a pressão arterial.

Encontramos como causas da pressão alta: hereditariedade, obesidade, sedentarismo, alcoolismo, estresse, fumo, grande consumo de sal e falta de atividade física são os mais citados. Sintomas mais comuns que aparecem quando a pressão está muito alta: são as dores no peito, tonturas, dor de cabeça, zumbido no ouvido, sangramento nasal e visão embaçada.

Esta doença não tem cura, mas através de tratamento com medicação poderá ser controlada. Além de mudanças no estilo de vida, por exemplo, ter bons hábitos alimentares- evitando alimentos gordurosos, usar pouco sal, abandonar o fumo, moderar o álcool e praticar regularmente atividades físicas, esta última é a que considero a mãe de todas, pois através dos exercícios você adquire com o tempo hábitos saudáveis: diminuição na quantidade do que ingere, larga o cigarro , muitos conseguem até parar de beber (mesmo com moderação), seu corpo logo mostra o resultado das atividade físicas e o benefício para sua saúde vem junto.

Uma das novas ferramentas que os cientistas estão desenvolvendo contra a pressão arterial é o “marca passo”, que é indicado para aquelas pessoas cuja pressão mesmo com tratamento não diminui. Este aparelho (Rheos System) é colocado sob a pele, que estimulará receptores enviando ao cérebro sinais quando a pressão estiver alta, assim o órgão começa a trabalhar para que ela se normalize enviando sinais para os vasos sanguíneos dilatarem-se, facilitando o fluxo do sangue .

Outro aparelho também em teste emite ondas de alta frequência, através de um cateter na virilha alcançando as artérias renais dispara as ondas que destruirão alguns nervos do local e estes além de outras funções também conduzem impulsos nervosos aos rins, haverá maior dilatação das artérias com maior eliminação de sal e água, reduzindo a pressão. Este método primeiro está sendo testado em indivíduos com hipertensão resistente (aquela que não cede nem com medicamentos).

Ma uma novidade é a forma de tomar a medicação, recomenda-se tomar um dos remédios à noite, constatou-se que muitos pacientes tem a pressão elevada mais à noite. E segundo especialista neste horário são ativados mecanismos que desencadeiam a hipertensão. Em relação aos remédios a novidade é combinar no mesmo comprimido três substâncias diferentes, atualmente no máximo se trabalha com duas e isto facilitará a vida do paciente que bastará apenas ingerir um comprimido. A relação entre a doença e o sono também não deve ser esquecida, a qualidade do sono interfere no aumento da pressão. A apneia, paradas respiratórias, aumenta a aceleração do sistema nervoso simpático para suprir a falta de oxigênio e o seu controle reduz a pressão arterial. Atualmente muitos médicos já indicam a prática de exercícios de respiração.

Você está aqui: Home Categorias Saúde Novas ferramentas para se combater a pressão arterial