DDS Online

O ciclo PDCA: o caminho da qualidade

O Ciclo PDCA foi idealizado por Shewharte mais tarde aplicado por Deming no uso de estatísticas e métodos de amostragem.

O Ciclo PDCA nasceu no escopo da tecnologia TQC (Total Quality Control), Controle Total da Qualidade, como uma ferramenta que melhor representava o ciclo de gerenciamento de uma atividade.

O conceito do Ciclo evoluiu ao longo dos anos vinculando-se também com a ideia de que, uma organização qualquer, encarregada de atingir um determinado objetivo, necessita planejar e controlar as atividades a ela relacionadas.

Deve ser aplicado, totalmente recomendado em qualquer projeto em sua fase inicial, ou seja, desde o planejamento.

É composto por quatro etapas, onde o ciclo não se fecha, tem o percurso da melhoria contínua.

O Ciclo PDCA compõe o conjunto de ações em sequência dada pela ordem estabelecida pelas letras que compõem a sigla: P (plan: planejar), D (do: fazer, executar), C (check: verificar, controlar), e finalmente o A (act: agir, atuar corretivamente).

PLANEJAMENTO (P): Estabelecer objetivos e processos, necessários para atingir resultados, de acordo com os requisitos dos clientes e as políticas da organização. Definir o que queremos, planejar o que será feito, estabelecer metas e definir os métodos que permitirão atingir as metas propostas.

EXECUÇÃO (D): Implementar os processos. Tomar iniciativa, educar, treinar, implementar, executar o planejado conforme as metas e métodos definidos.

AVALIAÇÃO (C): Monitorizar e medir os processos e produtos relativamente às políticas, objetivos e requisitos do produto e reportar os resultados. Verificar os resultados que se está obtendo, verificar continuamente os trabalhos para ver se estão sendo executados conforme planejados.

AÇÃO (A): Tomar ações para melhorar continuamente o desempenho dos processos.

MELHORIA CONTÍNUA: Fazer correções de rotas se for necessário, tomar ações corretivas ou de melhoria, caso tenha sido constatada na fase anterior a necessidade de corrigir ou melhorar processos.

Essa metodologia não se restringe ao que se diz um modelo de gestão da qualidade como é o caso da NBR ISO 9001, mesmo pelo fato de que outras normas utilizam essa ferramenta. Qualquer projeto que envolva planejamento é sugerido o uso do ciclo PDCA, pois este proporciona controle, organização e qualidade sobre o que será consumado.

Este ciclo exige o envolvimento de todos, é de extrema importância que cada um entenda o seu papel na execução e o faça como está determinado no planejamento.

É uma ferramenta de uso contínuo com o propósito de sempre alcançar a melhoria, as iniciativas para isso se determina em medidas de controle, ou seja, se for necessário corrigir algo, adota-se uma medida corretiva e se for para aperfeiçoar, uma medida preventiva.

A comunicação nessa gestão é imprescindível, pois é um canal aberto que irá fomentar o resultado da execução e também será efetivo em todas as etapas.

De fácil entendimento, o ciclo PDCA pode ser adotado até na vida pessoal, pois tudo que fazemos pede planejamento, a execução dessa proposta, o monitoramento, checagem se tudo esta ocorrendo como o previsto e ações de melhorias para alcançar o que proposto, até chegar em seu objetivo.

A busca por melhorias possibilita o crescimento pessoal e profissional de cada um, adote essa ferramenta e aperfeiçoe seus projetos.

Você está aqui: Home Categorias Qualidade O ciclo PDCA: o caminho da qualidade