DDS Online

Decomposição de resíduos: informação que rompe paradigmas

Neste DDS ambiental vamos abordar o lado cultural do país e refletir mais profundamente o tempo de decomposição de alguns resíduos. Nosso objetivo é transmitir-lhes informações visando uma quebra de paradigmas e convencê-lo que os resíduos, quando descartados irresponsavelmente, geram perdas sociais, econômicas e ecológicas.

Sabia que a constituição de 1988 é considerada por alguns especialistas como “uma constituição ambientalista”, tendo em vista que foi reservado um capítulo dessa Carta Magna (VI) e o Artigo 225 exclusivamente aos interesses ambientais?

Sabe-se que o hábito de separar resíduos visando reciclar era pouco conhecido no Brasil. Ao longo do tempo, como todo processo social, após diversas campanhas de conscientização, este hábito começa engatinhar.

Para entender a importância da reciclagem, é importante entender o tempo que um resíduo leva para se decompor quando exposto ao meio ambiente. Vejamos:

Decomposição de resíduosPapel: 3/6 meses

Fralda descartável comum: 450 anos

Lata e copos de plástico: 50 anos

Lata de aço: 10 anos

Isopor: 8 anos

Garrafa Pets: 200/400 anos

Pneus: Indeterminado

Vidro: 4.000 anos

Latinha de alumínio: 300/500 anos

Com base nessas estatísticas, reflita sobre suas ações e o impacto delas no meio ambiente. O Brasil produz cerca de 250.000 toneladas de lixo por dia. 76% são depositados a céu aberto em lixões, 13% são depositados em aterros controlados, 10% são depositados em aterros sanitários, 0,9% são destinados às usinas de compostagem orgânica e 0,1% são incinerados. Percebe o quadro lamentável de nosso lixo? Para agravar mais a situação, o Brasil tem hoje 26 estados e 5.525 municípios, e segundo a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), somente 26% desses municípios tem coleta seletiva! Muito pouco, concorda?

REFLEXÃO:

Diante do quadro caótico em nosso país, a reciclagem do lixo assume um papel fundamental na preservação do meio ambiente, pois, além de diminuir a extração de recursos naturais ela também diminui o acúmulo de resíduos nas áreas urbanas. Os benefícios obtidos são enormes para a sociedade, para a economia do país e para a natureza. Embora não seja possível aproveitar todas as embalagens, a projeção é que tal possibilidade inicie no futuro próximo.

No seu trabalho, você colabora em segregar, ou separar os resíduos em seus coletores adequados (segundo as cores), não misturando? A atitude de cada um faz a diferença para que esse paradigma cultural seja rompido. Quando você fica ciente que alguns resíduos levam anos para desaparecer na natureza, será que você ainda vai continuar não separando os recicláveis para a coleta seletiva?

Então, vamos à ação? A melhor arma para quebrar paradigmas de uma sociedade chama-se Educação Ambiental, e partir desse DDS ambiental, você não será mais o mesmo, certo? Se estiver ajudando na coleta seletiva do seu bairro, parabéns! Se não estiver, agora é hora de partir à ação e coleta seletiva já, e engaje outros nesse hábito. Lembre-se daqueles que sobrevivem desses resíduos (catadores); cresce a economia do país e o meio ambiente agradece de coração seu apoio.

Você está aqui: Home Categorias Meio Ambiente Decomposição de resíduos: informação que rompe paradigmas