DDS Online

Gestão de Resíduos – faça a sua parte que o planeta agradece!

Hoje se fala muito sobre coleta seletiva, separar o lixo orgânico, o lixo reciclável, encaminhar para a destinação correta. Porém, apesar de ser um assunto bem discutido, ele ainda não é muito bem explicado e acaba causando confusão perante aqueles que não dominam bem o assunto.

Pois bem. Lixo não é exclusividade de pobres, nem tampouco está somente dentro das lixeiras. O lixo surge como a etapa final da grande maioria das coisas que produzimos, e para que esse problema possa ser minimizado, chegando até a um dia ser solucionado, a colaboração de todos é essencial.

Hoje a produção de lixo no Brasil cresce seis vezes mais que a população brasileira; produzimos cerca de 61 milhões de toneladas de lixo em um ano! E o que acontece com todo esse lixo depois que o lixeiro recolhe? Para onde vai todo esse desperdício?

No ano de 2010 foi implementada uma Lei Federal (Lei 12.305 / 2010), denominada Política Nacional de Resíduos Sólidos, cuja característica principal é a gestão de resíduos, ou seja, saber de que forma devemos administrar toda essa produção de lixo.

Um dos pontos principais em relação a esta lei está no fato de que se tornará obrigatória (a partir de 2012) a instalação de coleta seletiva em empresas, hotéis, clubes e condomínios, cabendo ao órgão ambiental responsável a fiscalização.

A coleta seletiva consiste num sistema de recolhimento de materiais recicláveis, como por exemplo: plásticos, vidros, papéis, metais e orgânicos. Resíduo orgânico é aquele que tem origem animal ou vegetal, ou seja, restos de alimentos, folhas, sementes, restos de ossos, restos de carne, etc.

Dessa forma, a coleta seletiva funciona também como uma maneira de educar em relação ao meio ambiente partindo do princípio que conscientiza as pessoas sobre os problemas causados pelo desperdício de recursos naturais e pela poluição causada pelo lixo.

Mas o que a coleta seletiva tem a ver com a segurança do trabalho? Mais do que se possa imaginar. Para que o trabalho possa ser executado de forma plena, objetiva e com perfeição, o trabalhador necessita de um ambiente adequado, ou seja, ergonomicamente correto, que não apresente riscos ambientais e inegavelmente limpo.

Sem a devida assepsia do local de trabalho, fica intolerável a presença de pessoas para exercerem suas funções. Dessa forma, com a implementação da coleta seletiva, muito desse transtorno pode ser evitado. E como todos da empresa ficam responsáveis por essa coleta?

• Jogue o lixo no coletor específico para aquele tipo;

• Em caso de dúvida sobre o tipo de lixo, pergunte ao responsável técnico. Ele saberá te ajudar a solucionar esse problema;

• Ajude na manutenção dos coletores e informe ao responsável em caso de depredação.

E lembre-se sempre que ajudando a manter sua empresa limpa e bem cuidada, você só sai ganhando. Pois diminui o risco de acidentes de trabalho, melhora o ambiente como um todo, elimina a possibilidade do surgimento de doenças ocupacionais e de quebra ainda deixa a todos bem humorados e dispostos para encarar mais um dia de trabalho!

Faça a sua parte, pois se cada um fizer a sua um dia conseguiremos salvar o planeta!

Esse tema de DDS foi elaborado pela nossa colunista sênior Patricia Cunha. Faça como a Patricia e seja você também um colunista do DDS Online. Conheça os benefícios aqui.

Você está aqui: Home Categorias Meio Ambiente Gestão de Resíduos – faça a sua parte que o planeta agradece!