DDS Online

Como Montar uma Coleta Seletiva?

Estamos vivendo uma época de muita importância, a era da sustentabilidade. Ser sustentável envolve atitudes em todas as esferas de nossas vidas e principalmente em nosso trabalho, onde passamos a maior parte de nosso dia.

A coleta seletiva é uma das ferramentas mais importantes e práticas quando o assunto é melhoria da qualidade de vida e ambiente sustentável.

Ela funciona tão bem que muitas cidades incluíram o sistema junto a cooperativas para recolhimento dos resíduos e lixos domésticos dos moradores. Em muitos prédios existe o sistema também, mesmo que fragmentado e mais simplificado. E nas empresas, a coleta seletiva acaba se tornando uma obrigatoriedade e apresenta muitas melhorias – tanto para os trabalhadores, quanto para a empresa e comunidade.

O que é coleta seletiva?

A coleta seletiva é o nome utilizado para o recolhimento de materiais ou resíduos que podem ser reciclados. Depois de recolhido, o material é devidamente encaminhado para o destino de reciclagem, onde será tratado e voltará a ser utilizado sob outra forma ou como outro produto.

Para que esse recolhimento funcione, é preciso que o “lixo” seja separado de acordo com o material de origem. Ao todo são cinco separações: papel, plástico, metal, vidro e lixo orgânico. Além disso, existem os materiais radioativos, lixo hospitalar, resíduos perigosos e madeira.

Como implantar na sua empresa?

A implantação desse sistema é simples e começa com a instalação das lixeiras padronizadas por cores e com identificação de qual material deve ser ali depositado.

Depois é necessário que as pessoas sejam informadas a respeito da implantação desse sistema e que saibam como utilizá-lo.

Para isso, é importante que as pessoas aprendam a separar o material reciclado do não reciclado. A grosso modo, é separar de acordo com as categorias.

As cores das lixeiras são:

• Vermelho: plástico – embalagens, potes, copos, garrafas, canos de PVC. Não pode tomada, cabo de panela, embalagem metalizada (como de salgadinho, etc)

• Amarelo: metal – latinhas, cobre, panelas, pregos, cabos, arames, etc. Não pode clipe, grampo, esponja de aço, aerossóis, lata de tinta e vernil, pilha e bateria.

• Azul: papel – todos com exceção de fotos, papel metalizado, higiênico, guardanapo, etiqueta, fita crepe, etc.

• Verde: vidro – todos com exceção de portas de vidro, cerâmica, óculos, porcelana, louça, etc.

Os lixos hospitalares ou utilizados no atendimento da enfermaria da empresa também não pode ser reciclado. Ele deve ser depositado em um lixo da cor branca, dentro de um plástico próprio e levado para a incineração por empresa autorizada.

As pilhas e baterias devem ser recolhidas e encaminhadas para local adequado. Não podem ser misturadas com outros materiais ou jogadas no lixo comum.

É uma atitude simples e que traz melhorias para todos, principalmente para a comunidade que não sofrerá pelas consequências de acúmulo de lixo e outros materiais. Participe!

Você está aqui: Home Categorias Meio Ambiente Como Montar uma Coleta Seletiva?