DDS Online

Eletricidade: técnicas de segurança

A energia elétrica que chega às indústrias, comércios e as nossas casas, é gerada (no Brasil) principalmente por usinas hidrelétricas. Nesses locais, a água é captada, passa por turbinas que transformam a energia mecânica, originada pela queda d’água, em energia elétrica.

Visto isso, a eletricidade é a forma de geração de energia mais usada mundialmente. É facilmente encontrada na maioria dos lugares, de fácil transporte e, ultimamente, essencial para a vida de milhões de pessoas.

Ninguém consegue ver a eletricidade. Somente a sentimos através de suas manifestações exteriores, como por exemplo, iluminação, etc. Por causa disso, muitas vezes as pessoas são expostas a situações de risco, pois subestimam ou ignoram o poder da eletricidade.

E quais seriam os riscos em instalações e serviços em eletricidade?

• Choque elétrico: Caracterizado por um rápido estímulo no corpo humano gerado por corrente elétrica.

Efeitos:

Contrações violentas dos músculos, fibrilação ventricular do coração (que pode levar a uma parada cardíaca), lesões térmicas e não térmicas, podendo levar a óbito.

Causas:

Contato com um condutor nu energizado. Por exemplo: Quando equipamentos como guindastes tocam nos condutores, tornando-se parte do circuito elétrico. Ao serem tocados pelo motorista, ou uma pessoa do lado de fora, e essa pessoa/motorista mantiver contato simultâneo com o veículo e a terra, acontece um acidente fatal.

• Falha na isolação elétrica. Os condutores devem ser recobertos por uma película isolante. Alguns fatores ocasionam a deterioração desse material, como calor e temperatura elevados, umidade, oxidação, radiação, produtos químicos, desgaste mecânico, etc.

• Queimaduras: A corrente elétrica atinge o organismo através da pele. Por isso, a maioria das vítimas de acidentes com eletricidade apresentam queimaduras.

Pelo fato da pele ser altamente resistente, a passagem de corrente elétrica produz alterações estruturais conhecidas por “marcas de corrente”.

A eletricidade produz queimaduras por diversas formas, classificadas como:

- Queimadura por contato: Ao tocar uma superfície condutora energizada.

- Queimadura por arco voltaico: Fluxo de corrente elétrica no ar, produzida pela conexão e desconexão de dispositivos elétricos e em caso de curto-circuito.

- Queimadura por vapor metálico.

- Queimaduras por radiação.

• Campos eletromagnéticos: É gerado através da passagem da corrente elétrica nos meios condutores.

E de que forma podemos prevenir os riscos da eletricidade?

• Desenergização: Consiste num conjunto de ações coordenadas, seqüenciais e controladas que garantam a efetiva ausência de tensão no circuito, trecho ou ponto de trabalho durante todo o tempo de intervenção e sob controle dos trabalhadores envolvidos.

• Aterramento funcional (TN/ TT/ IT); de proteção, temporário:

• Aterramento: ligação intencional com a terra através da qual as correntes elétricas podem fluir. O aterramento pode ser:

• Funcional: Ligação através de um dos condutores do sistema neutro.

• Proteção: Ligação à terra das massas e dos elementos condutores estranhos à instalação.

• Temporário: Ligação elétrica efetiva destinada a garantir equipotencialidade e mantida continuamente durante a intervenção na instalação elétrica.

• Equipotencialização: Consiste na interligação de elementos especificados, visando obter a equipotencialidade necessária para os fins desejados. Todas as massas de uma instalação devem estar ligadas a condutores de proteção.

• Seccionamento automático da alimentação: Possui um dispositivo de proteção que deverá seccionar automaticamente a alimentação do circuito ou equipamento por ele protegido sempre que uma falta no circuito ou equipamento der origem a uma corrente superior ao valor ajustado no dispositivo de proteção, levando-se em conta o tempo de exposição à tensão de contato.

• Dispositivos a corrente de fuga: Desliga a rede de fornecimento de energia elétrica, o equipamento ou instalação que ele protege, na ocorrência de uma corrente de fuga que exceda determinado valor. Sua ação deve ser rápida (menos que 0,2 segundos) e deve desligar da rede de fornecimento de energia o equipamento ou instalação elétrica que protege.

• Extra baixa tensão (Selv e Pelv):

Selv: Sistema de extra baixa tensão que é eletricamente separada da terra de outros sistemas de tal modo que, a ocorrência de uma única falta, não resulta em risco de choque elétrico. Não tem qualquer ponto ou massa aterrados.

Pelv: Sistema de extra baixa tensão que não é eletricamente separada da terra, mas que preenche, de certo modo, todos os requisitos de um Selv. Podem ser ou ter massas aterrados.

• Barreiras e invólucros: São dispositivos que impedem qualquer contato com partes energizadas das instalações elétricas.

• Bloqueios e impedimentos: Impedem o acionamento ou religamento de dispositivos de manobra (ex.: chaves, interruptores).

• Obstáculos e anteparos: Impedem o contato involuntário com partes vivas, mas não o contato que pode resultar de uma ação deliberada e voluntária de ignorar os obstáculos e anteparos.

• Isolamento das partes vivas: São constituídos de materiais que não conduzem eletricidade, que isolam condutores ou outras partes da estrutura que estejam energizadas, para que os serviços possam ser realizados com efetivo controle dos riscos para o trabalhador (ex.: manta ou lençol isolante, tapete isolante, etc.).

• Isolação dupla ou reforçada: Aplicada a equipamentos portáteis (ex.: furadeiras elétricas manuais) por requererem outro sistema de proteção, que permita uma confiabilidade maior do que aquela oferecida exclusivamente pelo aterramento elétrico.

Seguindo esses procedimentos, a pessoa que trabalha diretamente com eletricidade estará mais protegida de possíveis acidentes. Somente pessoas com treinamento adequado podem manusear equipamentos elétricos. Há ainda os EPIS’s que devem ser utilizados, como:

• Capacetes não condutivos.

• Óculos de proteção.

• Botas de borracha específicas para eletricidade.

Pense nas tarefas que devem ser executadas, elabore a forma de ação e trabalhe com segurança!

Você está aqui: Home Categorias Elétrica Eletricidade: técnicas de segurança