DDS Online

Febre Amarela

Febre amarela – O que é e como evitar esta doença?

No início deste ano, o Brasil foi surpreendido pelas notícias quanto à proliferação dos casos de febre amarela, sobretudo nas regiões rurais e de matas do estado de Minas Gerais.

Em meio a este cenário bastante preocupante, principalmente para os trabalhadores que atuam nas áreas afetadas, é de extrema importância saber o que é e como prevenir esta doença que está assustando milhões de pessoas em todo país.

O que é a febre amarela e como ela é transmitida?

A febre amarela consiste numa doença altamente infecciosa.

Há dois tipos: a silvestre e a urbana.

Ambas são transmitidas aos seres humanos por mosquitos portadores do vírus desencadeador da doença, sendo mais comum na América (Central e do Sul) e na África.

De acordo com os especialistas, o macaco é o principal hospedeiro desse vírus, sendo que a transmissão da febre amarela silvestre ocorre a partir do momento em que o mosquito pica um macaco infectado e depois pica o ser humano.

Já com relação à forma de transmissão da febre amarela urbana, ela ocorre quando o mosquito pica um indivíduo infectado e depois pica outra pessoa, fazendo com que a doença comece a se espalhar rapidamente.

Vale ressaltar que a transmissão da febre amarela, em ambos os casos, jamais poderá ocorrer mediante o contato direto entre humanos (toque, saliva, relações sexuais etc).

Principais sintomas

Os profissionais da área de saúde mencionam que os sintomas desta doença aparecem de repente, podendo variar de acordo com cada fase.

Eles são:

Na Fase 1

Estes sintomas aparecerão logo nos primeiros dias após o contágio.

Ao menor sinal deles, é indispensável buscar orientação médica imediata com a finalidade de evitar as fases 2 e 3 (as mais perigosas).

- Dor de cabeça;

- Febre baixa;

- Fraqueza;

- Vômitos;

- Dores musculares, sobretudo nas costas;

- Dores nas articulações.

Na fase 2

Esta é a fase mais silenciosa, já que ela oculta os sintomas iniciais, evitando que o paciente busque o tratamento a tempo.

- Diminuição dos sintomas (mencionados acima) com falsa sensação de melhora.

Na fase 3

Esta é a fase mais perigosa, podendo evoluir até provocar a morte do paciente.

- Febre alta;

- Pele amarelada;

- Inflamação nos rins e no fígado;

- Vômitos acompanhados de sangue;

- Urina escura;

- Sangramentos na pele;

- Olhos avermelhados.

Vale frisar que em todas estas fases, o acompanhamento médico é absolutamente necessário, sendo que em hipótese alguma o doente poderá se automedicar.

Como funciona o tratamento da febre amarela?

De forma geral, o tratamento da febre amarela é realizado de maneira bem semelhante ao da dengue, ou seja, somente atuando nos sintomas.

Os médicos prescrevem apenas analgésicos e antitérmicos, não sendo permitido o uso de anti-inflamatórios ou medicamentos como o AAS, por exemplo.

Além disso, recomenda-se ingerir bastante líquido e, em casos mais graves, providenciar a hospitalização do paciente.

Este item é de suma importância, principalmente no caso das pessoas que trabalham nas áreas de maior incidência da doença.

Entre as formas mais eficazes de prevenção, estão:

Febre Amarela - VacinaVacinação

A melhor maneira de prevenir esta doença é sem dúvida por meio da vacinação.

As vacinas poderão ser aplicadas em duas doses:

- nas crianças: a partir dos 6 meses e aos 4 anos;

- nos adultos (ainda não vacinados): a vacina poderá ser aplicada imediatamente, sendo necessário repetir a dose após um período de 10 anos.

Utilizar repelentes

O uso dos repelentes impede a picada do mosquito transmissor da doença.

Entretanto, os especialistas mencionam que deve ser evitado o uso de repelentes com protetor solar, sendo necessário primeiro aplicar o protetor solar sobre a pele e depois o repelente, que deverá ser espalhado por todo o corpo (incluindo o rosto).

Obs. 1: O protetor solar ou qualquer outro produto jamais poderá ser aplicado na pele depois do repelente.

Obs. 2: Os repelentes não devem ser utilizados em crianças com menos de 2 meses.

Evitar perfumes

Sobretudo no caso das pessoas que trabalham nas áreas agrícolas ou de mata, deverá ser evitado o uso de perfumes, já que isso poderá atrair os mosquitos transmissores da febre amarela.

Utilizar roupas compridas (e claras) e acessórios especiais para evitar a picada do mosquito, também é fundamental que os trabalhadores adotem vestimentas que cubram totalmente a pele, ou seja: calças, camisas ou camisetas de manga comprida, meias, sapatos fechados etc.

Para proteger o pescoço e o rosto, é preciso utilizar bonés com capuz.

Mosquito da febre amarelaUtilizar telas e mosqueteiros

No caso das famílias que, além de trabalharem, também residem nas áreas afetadas, é indicado o uso de telas e mosqueteiros nas casas com o objetivo de evitar a aproximação dos mosquitos.

Evitar água parada

Pelo fato de nas áreas urbanas a febre amarela ser transmitida pelo mesmo mosquito responsável por ocasionar a dengue, ou seja, o aedes aegypti, é indispensável evitar água parada.

Principalmente nos locais de maior incidência da doença, é preciso fazer um “pente fino” nos quintais, eliminando qualquer tipo de foco do mosquito.

Outras medidas de prevenção

Além das ações preventivas já mencionadas, para evitar a febre amarela, é fundamental que as pessoas busquem:

- Fortalecer as defesas imunológicas do organismo por meio de uma alimentação saudável, rica em frutas, legumes e verduras;

- Manter o corpo bem hidratado, preferencialmente com água pura e fresca;

- Estar atento ao mínimo sintoma de manifestação da doença (sobretudo na fase inicial);

- Buscar atendimento médico imediato, jamais “deixando para depois”.

Todas estas medidas são essenciais para impedir o contágio e a proliferação da febre amarela.

Portanto, para que seja possível vencer esta batalha, é essencial que toda população tome conhecimento do que é e principalmente como se prevenir desta doença.

Você está aqui: Home Categorias DDS Diversos Febre Amarela