DDS Online

Segurança na construção civil, como proceder?

A construção civil é um dos ramos mais antigos do mundo. E permanece em constante evolução seja na área de projetos, de equipamentos ou na área pessoal. Porém, para que todo esse desenvolvimento fosse possível, o número de trabalhadores acidentados foi enorme.

Devido a esse fato, com o passar do tempo a segurança do trabalho passou a ser mais valorizada dentro das empresas. Passou-se a aplicar programas que visam à antecipação, avaliação e controle de acidentes do trabalho e riscos ambientais existentes ou venham a existir.

A partir do momento em que segurança passou a ser a palavra chave para o crescimento de qualquer empresa, a vida dos trabalhadores passou a valer muito. Vamos observar, então, de que forma esse avanço pode ser encontrado nos dias atuais.

Grande parte dos acidentes no setor da construção civil se dá por meio de ferramentas manuais. O mau uso e o meu estado de conservação estão entre os principais fatores de risco. Vejamos os principais tipos de ferramentas utilizadas, os acidentes que podem ser causados e as medidas preventivas a serem tomadas:

• Ferramenta de corte: Capaz de provocar perfurações e cortes.

Devem ser sempre transportadas protegidas por bainhas e dentro de sacolas, nunca em bolsos de calças ou camisas.

Devem ser colocadas em locais estáveis onde não haja perigo de queda.

• Ferramenta de ponta: Capaz de provocar perfurações e cortes.

Proteger as pontas com rolhas de cortiça.

Não utilizar limas como alavancas.

• Ferramenta de percussão: Capaz de projetar estilhaços metálicos.

Conservar em bom estado, evitando rebarbas.

Usar têmpera apropriada ao aço empregado.

• Ferramenta de bater: Capaz de provocar batidas.

Verificar a boa fixação dos cabos.

Não molhar a ferramenta, evitando que a madeira apodreça e a cabeça oxide.

Evitar utilizar a ferramenta em ambientes explosivos.

• Ferramenta de apertar: Capaz de provocar perfurações, batidas.

Verificar o tamanho das chaves de acordo com a fenda do parafuso ou dimensão da porca.

Não aumentar o tamanho do cabo para provocar o efeito alavanca.

Não utilizar chaves para apertar ou soltar.

Verificar a existência de fissuras no material.

• Ferramenta de serra para madeiras e metais: Capaz de provocar perfurações e cortes.

Transportar as ferramentas com proteção para os dentes.

Verificar o estado dos dentes. O adequado é estarem sempre afiados.

Não alinhar a direção do corte com os dedos.

• Pistolas de fixação: Capaz de provocar ferimentos por projéteis ou estilhaços.

Utilizar protetores apropriados contra estilhaços na ponta do cano, de acordo com o serviço a ser executado.

Não apoiar a pistola em suportes finos ou quebradiços.

Localizar as instalações de hidráulica antes do início dos serviços.

Não usar as pistolas em locais com produtos inflamáveis ou explosivos.

Transportar as pistolas e cartuchos em caixas apropriadas.

Medidas como essas, muitas vezes podem parecer simples. Mas quando utilizadas corretamente são capazes de evitar acidentes e, em alguns casos, até de salvar vidas.

Antes de realizar uma atividade analise a situação, verifique qual a ferramenta mais adequada, certifique-se da mesma estar em plenas condições e, só assim, faça seu trabalho.

Minutos “perdidos” para segurança, nunca serão perdidos de verdade!

Você está aqui: Home Categorias Construção Civil Segurança na construção civil, como proceder?