Temas para DDS em Categorias

Sinalização de Segurança na Construção Civil

A construção civil é uma das profissões mais antigas do mundo. Desde as primeiras construções, há centenas de anos atrás, até os dias atuais, grandes transformações vêm ocorrendo seja na área de projetos, de equipamentos ou na área pessoal.

Diante disso, nesses longos anos, o setor obteve muitas perdas humanas provocadas por diversas causas, como acidentes de trabalho e doenças ocupacionais, causadas principalmente pela falta de estrutura, pela falta de controle do meio ambiente de trabalho, do processo produtivo e pela falta de instrução dos/aos trabalhadores.

Muitos desses problemas poderiam ter sido evitados se não houvesse tantas diferenças entre os trabalhadores da construção civil. Muitos dos que “colocam a mão na massa” não tem formação adequada, muitas vezes há dificuldade de comunicação entre os empregadores e os empregados e as empresas (algumas delas) ainda se excluem de fazer o desenvolvimento e a implantação de programas de segurança e saúde no trabalho.

E como a função primordial desses programas é conhecer, antecipar, avaliar e controlar os riscos existentes no local de trabalho, quando são implantados e seguidos corretamente, os acidentes se tornam escassos ou até mesmo deixam de existir.

Dessa forma, entra em questão um assunto bastante relevante no mundo da construção civil. A sinalização de segurança. Consta na Norma Regulamentadora, NR – 26, que “devem ser adotadas cores para segurança em estabelecimentos ou locais de trabalho, a fim de indicar e advertir a cerca dos riscos existentes”.

Podemos, então, definir:

• Sinalização: O conjunto de estímulos que informam ao indivíduo sobre a melhor conduta a tomar perante determinadas circunstâncias relevantes.

• Sinalização de Segurança: Aquela que, relacionada com um objeto, uma atividade, ou uma situação determinada, fornece uma indicação ou prescrição relativa à segurança ou saúde (ou ambas) no trabalho.

Podemos resumir então que a sinalização de segurança alerta trabalhadores e visitantes sobre os riscos existentes e a necessidade de utilização de equipamentos de proteção. Ou seja, é uma forma rápida de chamar a atenção, de modo inteligente, para objetos ou situações que signifiquem riscos ou possam originar perigos.

A sinalização de segurança pode ser classificada como:

• Sinais de Obrigação: Indicam comportamentos ou ações específicas e a obrigação de utilizar EPI.

• Sinais de Perigo: Indicam situações de atenção, precaução, verificação ou atividades perigosas.

• Sinais de Aviso: Indicam atitudes perigosas ou proibidas para o local.

• Sinais de Emergência: Indicam direções de fuga, saídas de emergência ou localização de equipamento de segurança.

Também há outro tipo de classificação, denominada sinalização permanente, que normalmente é utilizada para: proibições, avisos, obrigações, meios de salvamento ou de socorro, equipamento de combate a incêndios, assinalar recipientes e tubulações, riscos de choque ou queda, vias de circulação, etc.

Todos os tipos de sinalização mencionados até agora são tidos como permanentes. Mas há também os de caráter acidental, que seriam:

• Sinais Luminosos: Destinados a chamar atenção para acontecimentos perigosos, chamar os trabalhadores para uma ação específica ou facilitar a evacuação emergencial de trabalhadores.

• Sinais acústicos: A mesma função dos luminosos.

• Comunicações Verbais e Gestuais: A mesma função dos luminosos.

Normalmente, a sinalização obedece a pictogramas (símbolos) internacionais, como por exemplo:

• Sinais de Obrigação: Forma circular, fundo azul e pictograma branco.

o Exemplo: Proteção obrigatória dos olhos, proteção obrigatória da cabeça, etc.

• Sinais de Perigo: Forma triangular, contorno e pictograma preto em fundo amarelo.

o Exemplo: Substâncias inflamáveis ou alta temperatura, substâncias explosivas, etc.

• Sinais de Aviso: Forma circular, contorno vermelho, pictograma preto e fundo branco.

o Exemplo: Proibido fumar, proibida entrada de pessoas não autorizadas, etc.

• Sinais de Emergência: Forma retangular, fundo verde e pictograma branco.

o Exemplo: Primeiros socorros, macas e telefones para salvamento, ducha de segurança e lavagem dos olhos, etc.

No caso da construção civil, o canteiro de obras é o local que deve obter um grau de segurança máximo. Ou seja, deve ser sinalizado com o objetivo de:

• Identificar os locais de apoio que contém o canteiro de obras.

• Indicar as saídas.

• Manter comunicação entre os trabalhadores.

• Advertir sobre perigo de contato ou acionamento acidental de partes móveis de máquinas ou equipamentos.

• Advertir quando há risco de queda.

• Alertar quanto ao uso do EPI específico para atividade executada.

• Alertar quanto ao isolamento de áreas de transporte ou circulação de materiais por grua, guincho ou guindaste.

• Identificar acessos e circulação de veículos pela obra.

• Advertir contra o risco de passagens de trabalhadores quando o pé direito for inferior a 1,80m.

• Identificar locais com substâncias tóxicas, corrosivas, inflamáveis, explosivas e radioativas.

Então, assim como na construção civil, todos os outros tipos de trabalho devem ter suas áreas de risco devidamente sinalizadas, para evitar acidentes de trabalho.

Perceber o risco é estar consciente!


Clique e conheça o Kit Essencial de Sst
Você está aqui: Home Categorias Construção Civil Sinalização de Segurança na Construção Civil